terça-feira, 13 de março de 2012

Instalando Linux Ubuntu junto com o Windows e com controle das partições



Considerando que você seja usuário de Windows (de outra forma provavelmente não necessitaria seguir este tutorial ) vamos iniciar PASSO A PASSO a instalação do Linux com distribuição Ubuntu.
Existe uma maneira mais fácil de instalação do Linux Ubuntu, que seria pulando esta parte de criação de partições e indo direto a "inicializando o computador pelo CD do Ubuntu" , testando o Ubuntu e optando por instalar e deixar o próprio Linux instalar-se ao lado do Windows. Porém o proposto aqui é para aqueles que tem certo medo de surpresas e ter maior controle das partições.


Primeiramente vamos criar as partições (no sentido aqui: divisões do seu HD em partes). Na verdade você poderia fazer isso tudo durante a instalação do Ubuntu, mas se você quer ir com calma, pisando em terreno conhecido, ter maior controle da situação e correr menos risco de cometer erros vá por esse caminho.
Primeira etapa: Você está usando Windows, então sugiro um bom programa com versão gratuita de fácil utilização e suficiente para fazer o que propomos: Easus Partition Master Home Edition que você pode baixar pesquisando no google, no site baixaki ou diretamente no site do desenvolvedor:


Com o programa baixado e instalado em seu Windows vamos por a mão na massa.
Abra o programa clique em sua partição e vá em RESIZE/MOVE partition
Deixe o espaço Unallocated Space Before no zero ou o menos possível.
Ignore no meu exemplo as partições * RECOVERY e *. São partições que vieram de fábrica e ainda não as formatei.

Em Partition Size diminua através da setinha para baixo o tamanho desejado para seu Windows. Você pode digitar em MB ou clicar e arrastar pegando pela “bolinha” no canto da barra acima. Você vai diminuir o “pedaço” do seu disco rígido (HD) para deixar espaço para criar novas partições para Instalação do Linux. Até mesmo se você não quiser utilizar Linux é bom criar uma partição separada do Windows para que você guarde seus arquivos e não os perca se formatar a partição do Windows.


No exemplo aqui eu estou utilizando um HD com 1Terabyte e decidi reservar aproximadamente 100GB (103008,9MB)para meu Windows original. Sugiro no mínimo 50GB para o Windows 7.
Dica útil: Peque um papel e anote o tamanho de espaço você deixou na partição (partition size)

Exemplo neste caso:
Windows : 103008,9MB

Isto pode ser útil na hora que você estiver escolhendo a partição para instalação. Não aparecendo o nome do volume você orienta-se pelo tamanho dela.
Clique em Ok e depois em Apply
O programa pedirá para reiniciar e você aceite.



Após esperar o redimensionamento de sua partição você deve abrir novamente o Easus Partition Master e agora vamos criar as partições para o Linux. Diferentemente do Windows o Linux usa duas partições: uma para o Sistema propriamente dito e outra para Swap, uma espécie de memória temporária no HD.
Utilizando o espaço vazio do HD (Unallocated Space) você irá criar as novas partições. Em meu caso eu criei três partições (além da já criada para o Windows). Uma para o Linux, outra para Swap do Linux e outra para guardar meus arquivos, backup etc. Esta última é opcional, é um costume que tenho.

Para criar a partição clique no “pedaço” do HD abaixo, na parte Unallocated Space, clique em Create e escolha o tamanho da partição. 


Aqui vai algumas observações. Optei por deixar 50GB para a instalação do Linux. Recomendo que deixe no mínimo 20GB. Criei outra partição Swap que você deve adotar o critério do tamanho dobrado da sua memória RAM, ou seja meu notebook tem 4GB de RAM eu crio uma partição Swap com 8GB (valores aproximados).



Coloquei o nome de Linux a partição do Linux
Coloquei o nome de Linux2 a partição Swap
Criei com o resto da espaço não alocado uma partição chamada guardados

Observe que foram todas escolhidas Fat32 como sistema de arquivos. O Linux não usa Fat32 para instalação, mas formatando como Fat32 já é suficiente para a divisão do HD de acordo com a sua vontade.



Novamente a dica: Anote em um papel o espaço reservado para cada partição









Veja o resultado final: Duas partições para o Linux e uma outra opcional para utilizá-la para guardar arquivos








Próximo passo: Baixando o Ubuntu, Xubuntu ou Linux Mint 

Você deve baixar, se ainda não tem, a imagem de instalação do Linux Ubuntu ou outra distribuição de sua escolha. Se você está seguindo este tutorial a distribuição usada aqui será a do Ubuntu. Há pouca diferença na instalação entre as supramencionads.
Você pode obtê-la gratuitamente pelo site:

ou se preferir pelo site internacional www.ubuntu.com







Após fazer o download você deve gravá-lo em um CD.
O formato baixado é .iso

É possivel gravá-lo em um pendrive utilizando o programa LinuxLive USB Creator, porém seria um pouco mais difícil e entrar neste assunto neste tutorial acabaria tornando o artigo uma monografia. Quem sabe, futuramente eu crie outro tutorial sobre isso. Nesse momento vamos gravar a imagem em CD que é mais fácil e além do mais você vai ter uma cópia segura da Instalação do Linux para ajudar outro colega a instalá-lo.
Para gravá-lo vamos utilizar um programa gratuito novamente. Você pode utilizar o Nero ou outro de sua preferência se já souber gravar image (não é imagem).

Supondo que você nunca fez isso vamos lá:

Baixe o software gratuito para gravação de CDs ou DVDs para Windows chamado CD Burner XP (Esse XP não significa que só funciona em Windows XP, fique sossegado) procure no www.baixaki.com.br ou procure no Google

Entrando na pasta onde você baixou o arquivo Ubuntu por exemplo "ubuntu-11.10-desktop-i386.iso" clique com o botão direito do mouse em cima, escolha abrir com, CDBurnerXP. Você também pode abrir o CDBurnerXP, escolher: Burn Iso image, procurar cliacando no  botão Browse o arquivo e gravá-lo em um CD ou DVD virgem.



Burn disc!!!



Com o CD de instalação pronto vamos começar a instalação do Ubuntu.

Inicializando o computador pelo CD do Ubuntu


Coloque o CD ou DVD do Ubuntu na bandeja e reinicie o computador. Se você tiver sorte, ao reiniciar o sistema o computar irá iniciar através do CD e vai dar tudo certo. Se entrar no Windows normalmente seu computador não está configurado para iniciar (dar boot) pelo CD. Neste caso preste atenção quando seu computador é ligado. Ainda na tela preta veja se aparece alguma mensagem como Setup boot Options, ou alguma mensagem com a palavra boot e a tecla correspondente para alterá-lo. (Exemplo F12)

Talvez você irá ter que entrar no sistema Bios do computador e alterar a inicialização. Para isso ao ligar o computador fique apertando a tecla Delete ou Del até aparecer a provável tela azul da bios, procure algo como boot manager e usando a lógica altere para inicar pelo CD e não por Hard Disk. Cuidado para não alterar mais nada na BIOS. Depois saia "Save Changes and Exit"

Se conseguir entrar no menu de boot escolha CD rom ou algo parecido. Bios (sistema interno da placa mãe) pode variar muito de um modelo para outro.

Espero que tenha tido êxito em iniciar (dar o boot) pelo CD do Linux.


A primeira tela do Ubuntu

Por padrão a tela inicial do Ubuntu Live CD (Ubuntu "rodando" pelo CD) como poderia se esperar é em Inglês, mas é apenas escolher na lateral esquerda o idioma desejado. Acredito que escolherá Português Brasil






Nesta tela você poderá tanto Experimentar o Ubuntu sem nenhuma complicação e instalação ou instalar diretamente. Se você nunca experimentou Linux Ubuntu sugiro testar antes. Quando optar por instalar perceberá que a velocidade é muito maior rodando no HD do que pelo CD.

Certo! Você agora optou por Instalar o Ubuntu. A primeira tela o Ubuntu irá mostar algumas recomendações ou requisito para a instalação. Particularmente prefiro instalar o Linux primeiro e depois baixar atualizações, drivers ou codecs.
No meu caso a figura mostra que eu não estou conectado a internet e o notebook não está conectado a uma tomada de energia (está na bateria) que não seria o recomendável (óbvio. se acaba a bateria no meio da instalação?).





Se você estiver utilizando um dispositivo wirelles você poderá receber esta mensagem:








Fica a seu critério como disse: prefiro instalar o Sistema Primeiro e depois atualizá-lo.

Supondo que tenha instalado no seu computador o Windows 7, você receberá a opção de substituí-lo pelo Linux, instalar o Linux ao lado. Essa opção seria mais fácil pois ele cria as partições automaticamente. Mas se você particionou creio que pretende controlar as partições você mesmo. Neste caso escolha a Opção avançada.








Como você já particionou o HD separando as partições, elas irão aparecer na tabela de partições.



Clique na partição que você reservou para o Ubuntu e clique em alterar. Se você anotou o tamanho da partição, você não irá ficar na dúvida qual é ela.

Escolha a opção Journaling EXT 4, marque para formatar e em ponto de montagem escolha a / (barra)



Como são duas as partições para o Linux criaremos a partição Swap. Clique na partição que você reservou para Swap (oriente-se pelo tamanho) da mesma forma, porém, escolha a opção área de troca (swap)





Onde você está?



Ajuste o horário conforme seu fuso horário. Você pode alterar isso depois.
Clique em avançar e escolha seu tipo de teclado:



Na tela quem é você escolha o nome de computador e crie uma senha de usuário. 








Você pode escolher um Logo, Avatar, ou seja um ícone que representará você como usuário do computador.






Clicando em Continuar seu sistema será completamente instalado. Comente esse artigo, com dicas, críticas, elogios ou comentários. Divirta-se!!!

quinta-feira, 8 de março de 2012

Experimentando o Linux

Mesmo sendo daqueles que vivem formatando e experimentando novos programas (softwares) relutei muito em usar o Linux, isso porque eu já tinha experimentado esse Sistema Operacional antes e parecia incompleto, muitas vezes somente em Inglês e pior de tudo não conseguia fazer funcionar todos os componentes do computador (instalar os drivers de som, video, modem etc). Recentemente resolvi experimentar novamente visto o grande crescimento do uso dessa plataforma e que isso poderia ser útil se deparasse com ela em instituição pública por exemplo. Outro motivo seria a opção de evitar a pirataria. Grande parte das pessoas usam Windows pirata (sem pagar a licença, comprar o Windows da Microsoft) isso se tornou tão comum que muitos nem sabem que isso é pirataria. Já compram o computador com Windows (e mais softwares) instalados e nem sabem da procedência. Se você comprou seu computador novo, já com o Windows instalado de uma empresa de renome provavelmente você comprou o Windows Original. Já se você comprou de um "cara que monta computador" ou de uma "empresinha sem fachada" é bem provável que você tenha adquirido o Windows e Microsoft Office (Word, Power Point, Excel...) sem pagar a licença. Mas vamos falar do Linux.

O que é Linux?
Essa é uma pergunta que pode ser respondida de diversas maneiras de acordo com a ocasião e quem pergunta e a quem pergunta. A explicação aqui visa atender um público iniciante, de forma básica e não muito  técnica.
O Linux é um Sistema Operacional assim como o Windows. O Sistema Operacional é o sistema básico para o computador funcionar. É "em cima" dele que você vai instalar ou está instalado todos os seus "programas" (softwares). Além do Windows e Linux temos o sistema da Apple (do ícone da maçã mordida) como o OS X Lion, Esse último é muito bem conceituado mas você não pode (legalmente, facilmente e apropriadamente) instalar em sua máquina, você compra o MAC ou MacBook produzido "completamente e somente" pela Apple. O Windows também é um bom sistema e como todos também tem erros pontos fortes e fracos. A maior vantagem do Linux entre estes é ser gratuito e que conta com muitas pessoas tentando melhorá-lo a cada dia.

Escolhendo qual versão (distribuição) do Linux
É comum alguém perguntar "Qual é a melhor versão do Linux?" essa é uma pergunta que vem na cabeça de todos, mas na verdade o que a pessoa quer perguntar é "Qual é a melhor distribuição do Linux?" Essas diversas "versões" do Linux é chamada corretamente de distribuição ou distro.

Se você quer conhecer as distribuições do Linux você pode entrar no seguinte site:


Neste site você terá o ranking da utilização de distros. Atualmente (03/2012) o Linux Mint e Ubuntu tem sido as mais utilizadas, mas na verdade isso é pessoal. Você usando acaba se acostumando e identificando com determinadas distros. Já experimentei diversas distribuições como Linux Mint,   Zorin, Ubuntu, Debian, Pardus Linux, Mandriva e outras. Dessas, na minha opinião, as mais fáceis para iniciar são as duas primeiras.

Até o próximo post onde pretendo mostrar a instalação de uma distribuição do Linux passo a passo.




sexta-feira, 2 de março de 2012

Bem vindo ao meu blog

Este blog foi criado para você que muitas vezes encontra manuais, tutoriais, dicas mas nem sempre consegue entender. Aqui você vai encontrar comentários, dicas e tutoriais para diversas tarefas explicados na maneira mais clara possível. Bem vindo!